Nesta edição do Via Porto Moto Turismo saímos do tradicional, pois acrescentamos estradas de chão batido. Um roteiro de em torno de 450 km pelos Campos de Cima da Serra do RS.
Após sairmos da revenda, fomos em direção às serras por Morungava/RS. Parada no Café Tainhas, paradouro tradicional para quem está indo para a Rota do Sol, mas que desta vez não seria o nosso destino.
Mais alguns quilômetros de asfalto até próximo a Cambará do Sul/RS, para aí sim entrarmos nas estradas de chão batido, sendo que apenas 13 km, já estávamos nas Cachoeiras dos Venâncios.
Apesar de terem ido motos street junto, a tocada foi tranquila, pois as estradas estão em bom estado. A turma se espalhou pelas cachoeiras, curtindo. E vale a pena. Mas sempre tem quem fique esperando que aconteça algo para pegar uma foto diferente, tipo alguém caindo. Estávamos filmando e em uma das passagens que tinha agua o André da Via Porto chegou a ficar esperando alguém tropeçar, e aconteceu. O Islâmico (apelido) se foi, de leve, mas o suficiente para boas gargalhadas.
Já de volta na entrada da fazenda, um queijinho colonial para petiscar e fomos para mais vinte e poucos quilômetros e chegar a Jaquirana/RS.
Fomos direto ao Cristo Libertador, monumento que fica na parte alta da cidade e onde se tem uma bela vista da cidade. Acabamos ficando um bom tempo por ali, antes de irmos para o hotel.
Como já tínhamos reservas, já estavam nos esperando. Motos na garagem, opa…garagão, um galpão mas serviu bem ao propósito.Descontando o Cristenher que apagou após ir para o apto do hotel e nem foi jantar. Quero dizer, não iria se não fossemos lá tirar ele da cama. Turma excelente, tanto que a conversa se estendeu na churrascaria apesar do cansaço.
Domingo, 7h30min. já estávamos no café da manhã e 9hs na estrada rumo a Cachoeira Princesa dos Campos com várias paradas pelas estradas para curtir o visual da região. Muda a todo o momento, pois se entra em pequenos vales, onde tem neblina, mas na próxima curva já estamos subindo e com aquele sol.


A cachoeira Princesa dos Campos é particular em anexo a uma pousada. Uma parte da turma desceu na cachoeira e a outra ficou tomando apreciando um chimarrão até o momento de nos dirigirmos ao Passo do S.
Acabamos almoçando as 14h30min. no Café Tainhas novamente, já no retorno.


Por Jerre Rocha

Deixe uma resposta