O destino da vez é Imigrante e Colinas no Vale do Taquari.
Mas para ficar realmente interessante vá até Estrela/RS e antes de cruzar a ponte sobre o rio Taquari, pega-se a RS-129 (ao lado direito da BR-386) cuja saída fica bem junto à ponte e percorra os 30 km de estradas asfaltadas até o Distrito de Daltro Filho em Imigrante/RS.
Este trecho de estradas é tranquilo, florido e você passará ao longo dela por artesanatos, casa de chocolate, venda de uva direto do produtor (época de safra), plantações e casas antigas.
Colinas/RS, que está no trajeto, de tão florida passou a ser conhecida como Cidade Jardim.
A população em sua maioria é de descendência alemã e percorrendo-a observa-se os detalhes que fazem jus a este título. Na estrada, bikes coloridas com seus cestinhos com flores, suas praças e casas floridas.
A Praça dos Pássaros é a primeira que encontrarás no roteiro, oferece quadra de areia, pracinha para as crianças, várias árvores de sombra, bancos, um pequeno lago, chafariz e relógio de sol.
Continuando, a Igreja do Corvo, pois antes da sua emancipação, ocorrida em março de 1992, a cidade se chamava Corvo e era um distrito de Estrela. Mas não é a única.


A última visita é a Praça Zoo Vegetal – Eldo Schöller com seus belos trabalhos em topiaria de plantas com formato de diversos animais.
Locais para paradas aqui e ali existem aos montes, levem o chimarrão.
Novo trecho de estrada mas esqueça a pressa até mesmo por que você encontrará muitos agricultores a atravessando calmamente, mas pra que pressa né?
Próxima parada é o Orquidário Cascata das Orquídeas já no Bairro Seca Baixa, Imigrante/RS.
Uma casa com legitimo estilo enxaimel com 200 anos, diversos tipos de orquídeas e peças antigas.
Uma pequena caminhada e você encontra uma cascata em meio a mata.
Recordas do chimarrão que falei?
Momento para jogar conversa fora e viver a vida.

Mais alguns quilômetros e estamos chegando ao conhecido Cactário Horst, maior da América Latina em termos de variedade já em Imigrante/RS.
Os descendentes dos fundadores da cidade, família Prediger, costumam chamar Imigrante de Das schöne brasilianische Bayerland por semelhanças de relevo com a Baviera na Alemanha.

Os atrativos quando não o estão na própria estrada, estão próximos e tem placas indicativas, caso do Cactário.
Além de conhecer uma variedade muito grande você recebe explicações da origem das espécies e o histórico do Cactario.
Logo em seguida existe a pequena Barragem Arroio da Seca, com local para banho e churrasqueiras. Localiza-se no centro do município, com acesso pela RS-029. Funciona diariamente e com acesso gratuito.
Seu próximo destino é o Convento São Boaventura já no Distrito de Daltro Filho e sua bela arquitetura, paz e tranquilidade, construído em pedra grês na década de 1940.
Fácil de achar por estar em cima de uma colina, majestoso.
Detalhes da construção, pé direito e posicionamento o fazem pegar luz solar por todo seu entorno durante a passagem do dia, além de excelente ventilação.

E uma casa para retiros, tranquilidade e vale muito sua visita.

Roteiro 100% asfalto e fácil de ser percorrido.
Até o próximo destino.

Deixe uma resposta